Novas receitas

Caviar, trufas e 9 outros alimentos muito caros

Caviar, trufas e 9 outros alimentos muito caros



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Se você conseguir juntar um ou dois dólares, provavelmente encontrará algo para matar a fome. Existem alguns alimentos, no entanto, que são os itens de luxo definitivos, feitos para serem saboreados e, em alguns casos, até pequenas porções deles podem custar milhares de dólares. Nós rastreamos o que pode muito bem ser os 10 alimentos mais caros do planeta.

Caviar, trufas e 9 outros alimentos muito caros (apresentação de slides)

A cada poucos meses, parece que um restaurante ou outro cria um hambúrguer, pizza ou algo parecido supercaros, geralmente envolvendo alguma combinação de foie gras, caviar, trufas e folha de ouro. Na maioria dos casos, eles não têm um gosto muito bom e são apenas acrobacias de marketing. Não estamos reunindo esses pratos aqui; estamos falando sobre os alimentos reais envolvidos, os ingredientes básicos que são tão exorbitantemente caros que, quando aparecem em um prato, geralmente são medidos por grama.

Os alimentos podem ser muito caros por uma série de razões. Em alguns casos, eles são simplesmente extremamente raros. Em outros, o nível de habilidade necessário para produzi-lo significa que apenas um punhado de artesãos qualificados pode fazê-lo. E para muitos dos alimentos mais caros do mundo, seu valor também reside em seu fascínio. Veja as trufas, por exemplo. O óleo de trufas é relativamente barato, assim como as trufas negras enlatadas, mas os chefs os adicionam aos pratos o tempo todo (complementem ou não) para dar um ar de opulência (embora admitamos que batatas fritas misturadas com óleo de trufas são bonitas danado saboroso).

Existem alguns alimentos que são tão absurdamente caros que apenas os muito ricos podem comprá-los. Mesmo os alimentos que são caros em qualquer formato, como o caviar, têm variantes ultra-sofisticadas que elevam o preço a níveis estratosféricos. Continue lendo para saber quais 11 alimentos são possivelmente os mais caros do mundo.

Alba White Truffles

Esses pequenos pedaços feios de fungo podem parecer engraçados, mas quando raspados sobre macarrão ou ovos, a trufa branca Alba é incrivelmente deliciosa. Eles são notoriamente difíceis de encontrar e estão em alta demanda, resultando em um preço chocantemente alto: em alguns casos, custam cerca de US $ 10.000 por quilo.

Caviar

Caviar em qualquer formato vai ser caro. Hoje em dia você pode encontrar em supermercados, mas mesmo lá está fora da faixa de preço da maioria das pessoas. A maioria do caviar de esturjão “real” é vendido por bem mais de US $ 100 a onça, mas o caviar mais caro do mundo é chamado de caviar de Almas. Quanto mais velho é o esturjão, mais valioso é o seu caviar, e esses esturjões são os mais antigos que existem. Nem sempre está disponível, mas quando está, um quilo pode ser facilmente vendido por US $ 10.000.

Clique aqui para mais 9 dos alimentos mais caros do planeta.


Abaixo está uma coleção dos 10 alimentos mais luxuosos e elegantes de todo o mundo:

10) Carne Kobe ($ 800 por libra)

Esta preciosa carne tem estado aos olhos do público como uma das carnes mais luxuosas durante anos. Devido à sua popularidade, a carne bovina Kobe está mais disponível ao público do que nunca. No entanto, ao visitar suas raízes no Japão, esses hambúrgueres e bifes ainda custarão uma pequena fortuna. Este suculento bife Wagyu marmorizado certamente irá deliciar seu paladar, mas definitivamente não sua conta bancária.

9) Queijo de bunda / pula (aprox. US $ 1.000 por kg)

Como um dos queijos mais caros do mundo, Ass Cheese (também conhecido como pule) é feito em uma fazenda sérvia. Em um processo semelhante para o queijo de vaca ou cabra, o leite de burra é transformado em uma guloseima suculenta. Diz-se que o queijo de burro tem um sabor muito forte e poderoso, com um gosto residual semelhante ao parmesão. Este queijo é único, e o preço reflete isso definitivamente.

8) Cogumelo Matsutake Japonês (aprox. US $ 2.000 por kg)

Esses cogumelos japoneses são um alimento básico na culinária local. No entanto, esses cogumelos são muito difíceis de cultivar e colher, então não há abundância. Os cogumelos Matsutake mais caros são cultivados e colhidos no início da temporada. Esses cogumelos de alta demanda têm um sabor picante especial, que adiciona um toque único a certos pratos apreciados.

7) Macallan Single Malt Whiskey de 55 anos (US $ 4.000 por degustação)

O Skyview Bar em Dubai serve um dos uísques mais caros (e deliciosos) disponíveis. A idade desses uísques de malte apenas adiciona um sabor único. Esta é uma das bebidas mais caras que alguém pode usar para impressionar seus acompanhantes no Burj Al Arab.

6) Melancias Black Densuke (até $ 5.500 por melão)

Melancias pretas são caras porque são muito raras em todo o mundo. Como muitos outros alimentos exóticos caros, estes são encontrados principalmente na costa japonesa. Não só a existência desta melancia é incomum, mas também é muito difícil de colher. No entanto, quando isso é cultivado da maneira certa, elas podem ter um aroma mais forte e mais doce do que as melancias normais.

5) Caviar Beluga, avaliado em (aproximadamente $ 8.500 por kg em média)

Como um dos caviares mais caros do mundo, não é surpresa que o caviar Beluga apareça nesta lista. Esses ovos diferem de outros ovos não apenas na cor, mas também no tamanho. O caviar Beluga tem uma cor roxa que pode parecer preta em muitos casos. Quanto mais clara for a cor, mais caro será o caviar. Além disso, o caviar Beluga é muito maior do que outras variedades.

4) Açafrão (aproximadamente $ 1.000- $ 11.000 por kg)

O açafrão é facilmente o tempero mais caro do mundo. A colheita do açafrão é muito particular - cada fio individual deve ser colhido manualmente e são necessários milhares para fornecer uma onça. O açafrão tem muitos usos, desde temperar pratos delicados até colorir alimentos vibrantes. Os melhores chefs de todo o mundo adoram colocar as mãos neste tempero para dar um caráter extra aos seus pratos.

3) Yubari King Melons (os primeiros melões perfeitos podem custar até $ 20.000)

Outra fruta encabeça nossa lista de alimentos mais luxuosos pelo preço de leilão de um dos mais perfeitos melões Yubari King. Durante um leilão com essas frutas magníficas em 2008, uma mulher comprou o melão favorito por aproximadamente US $ 23.000. Os melões Yubari King são conhecidos por sua doçura e sabor irresistíveis.

2) Trufa Alba Branca Italiana (a mais rara pode ir por aproximadamente $ 50.000 por kg)

As trufas em geral são muito raras e consideradas uma iguaria. As trufas alba brancas italianas estão entre as mais exclusivas e mais caras da família. Estas trufas têm um sabor muito particular e os chefs as tratam com muita cautela devido ao seu valor de mercado. As trufas são tão únicas que seu sabor não pode ser duplicado, então, se você quiser experimentar essas iguarias, terá que pagar o preço.

1) Folha de ouro comestível (em qualquer lugar de $ 30.000 a $ 100.000 por kg)

Muitos pratos em todo o mundo estão no topo das listas de luxo e exibem essas lindas folhas de ouro comestíveis. Estas decorações são a última palavra em classe e elegância. O ouro é comestível, mas não fornece nenhuma nutrição essencial. Esta decoração chamativa e elegante é um item de alta prioridade em eventos especiais e festas de fim de ano de luxo. Serendipity-3, um restaurante popular em Nova York, é a sobremesa mais cara e é coberta com folhas douradas decadentes.


Batatas La Bonnotte

As batatas nem sempre são consideradas um alimento de luxo, mas essas batatinhas amarelas da pequena ilha francesa de Noirmoutier são as mais caras do mundo. As batatas La Bonnotte crescem apenas no solo costeiro rico em minerais da ilha e são tão frágeis que precisam ser cuidadosamente cultivadas e colhidas manualmente durante um breve período de pico de maturação nos primeiros dias de maio.

O apelo das batatas é seu sabor nitidamente salgado, que combina especialmente bem com outro dos alimentos mais caros do mundo, o caviar. As batatas são vendidas por cerca de US $ 45 o quilo quando estão na estação, mas lembre-se, a temporada de colheita dura apenas cerca de uma semana. O melhor da colheita costuma ser vendido na casa de leilões Drouot, em Paris, onde pode chegar a preços de até US $ 300 por libra. o que, em termos cotidianos, significa que uma grande porção de batatas fritas do McDonald's feitas com essas batatas custaria cerca de US $ 18 em uma época boa do ano e US $ 115 em uma época ruim. (Ruim para a carteira, mas bom para o paladar.) Se você tiver dinheiro, o caviar pode ser uma sugestão de serviço mais adequada.


O tipo de peixe afeta o preço do caviar

O valor de mercado de um caviar é amplamente baseado no tipo de animal de onde veio. Já falamos sobre a diferença entre caviar verdadeiro e ovas de peixe salgado antes, e vale a pena mencionar novamente neste blog "Explicação do preço do caviar". O verdadeiro caviar, a mais cara das ovas de peixe salgadas, vem do esturjão, um grupo de espécies que foi levado à quase extinção pela humanidade.

O caviar de esturjão foi lançado pela primeira vez ao status de alta sociedade no auge do imperialismo russo durante o final do século XIX. Desde então, o fator de escassez de espécies tem sido o principal determinante do preço. O valor do caviar como um bem de luxo foi de fato a principal razão pela qual o fornecimento de ovas de esturjão selvagem diminuiu tão rapidamente ao longo do século XX. A captura de peixes desejáveis ​​para a produção de caviar rapidamente se tornou o empreendimento mais lucrativo disponível para os pescadores, o que, por sua vez, criou mais incentivos para a colheita de espécies de esturjão, aumentando sua raridade e elevando o preço do verdadeiro caviar.

A União Internacional para Conservação da Natureza colocou 18 espécies da família Acipenseridae em sua lista de ameaçadas de extinção (Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas) e ainda considera o esturjão “mais criticamente ameaçado do que qualquer outro grupo de espécies”.

Além da sobrepesca e caça furtiva de esturjão que continua a ocorrer em alguns países até hoje, as espécies de esturjão mais ameaçadas ainda não se recuperaram da destruição de seus habitats, poluição de suas águas e represamento de seus locais de desova. Uma vez que esses peixes permanecem tão raros e difíceis de estudar na natureza, tanto a escassez percebida quanto a disponibilidade real de produtos de esturjão são totalmente refletidas nos preços de mercado.

O esturjão capturado na natureza e o caviar que eles produzem são agora regulados tão intensamente por agências governamentais e iniciativas de comércio global que é quase impossível obter (muito menos pagar) em qualquer lugar do mundo. O importante trabalho feito para prevenir a extinção dessas espécies influencia o preço geral do caviar hoje. No final, a escassez de caviar alimenta a demanda por ele. Quanto mais difícil for obter o produto, mais caro ele tende a ser.

Felizmente para os consumidores de hoje, existe outra fonte de caviar disponível. As técnicas do final do século 20 focadas na criação de esturjões de cultivo sustentável abriram caminho para que os clientes comuns comprem produtos de Beluga, Kaluga, Osetra, Sevruga, Siberian e outras espécies ameaçadas de esturjão. Se não fosse por esses avanços tecnológicos na aquicultura, o caviar de esturjão seria muito mais caro hoje do que em qualquer outro momento da história.


Os 10 alimentos mais caros do mundo

A comida é consumida diariamente para fornecer suporte nutricional para o corpo. E se você é o tipo de pessoa que adora comidas deliciosas, por que não experimentar um dia a comida mais cara do mundo? Todos eles são feitos de ingredientes luxuosos de todos os continentes. Vamos descobrir os nomes dos dez alimentos mais caros.

Trufa Alba Branca Italiana & # 8211 $ 160.406 / 1,5 quilos

As trufas caras são notoriamente caras porque são difíceis de cultivar. Portanto, eles são chamados de rei de todos os fungos. The Associate Press relatou que um investidor imobiliário e sua esposa de Hong Kong pagaram & # 8364125.000 ($ 160.406 USD) por uma gigantesca trufa italiana Alba que pesa cerca de 1,51 kg.

Almas Caviar & # 8211 $ 25.000 / quilos

Caviar de Almas, que é extremamente raro e caro, vem do Irã. Almas significa diamante no Irã. Os ovos são retirados de esturjões brancos com mais de centenas de anos. Portanto, não é difícil entender em inglês o caviar Almas é vendido por cerca de US $ 25.000 / quilo.

Yubari Melons & # 8211 $ 22.872 / par

Independentemente da qualidade, um par de melões Yubari é o melão mais caro do mundo, porque foi o primeiro leilão da temporada de 2008 no Japão.

Melancia Dansuke & # 8211 $ 6.100 / fruta

Uma melancia Dansuke no Japão se torna a melancia mais cara do mundo com o preço de US $ 6.100. Este é um tipo de melancia preta cultivada apenas na ilha de Hokkaido, no norte do Japão. Existem apenas sessenta e cinco frutas na primeira safra. Eles são mais duros e crocantes do que as melancias normais.

Domenico Crolla & # 8217s & # 8220Pizza Royale 007 & # 8243 & # 8211 $ 4200 / torta

A pizza de 12 polegadas é considerada a pizza mais cara do mundo & # 8217s com os ingredientes mais caros, como lagosta marinada em conhaque, caviar embebido em champanhe, molho de tomate sunblush, salmão defumado escocês e assim por diante. Além de todos esses ingredientes finos, ele & # 8217s coberto com flocos de ouro de 24 quilates.

Samundari Khazana, o curry mais caro do mundo & # 8217s & # 8211 $ 3200 / prato

Para comemorar o lançamento do DVD de & # 8220Slumdog Millionaire & # 8221, Bombay Brassiere embalou este prato de curry com os ingredientes mais caros que puderam encontrar. A comida inclui caranguejo Devon e trufa branca e caviar Beluga. Além disso, tem uma lagosta escocesa, quatro abalones e quatro codornizes sem casca e ocas & # 8217 ovos.

Bife Wagyu & # 8211 $ 2800 / prato

Este é um prato do Japão feito de carne Kobe, um tipo de carne muito especial no Japão. A carne Kobe vem de vacas que são supostamente alimentadas apenas com cerveja e massageadas manualmente para garantir maciez e marmoreio incomparáveis. Você pode degustar este prato no Craftsteak da cidade de Nova York & # 8217s, nos EUA, pelo preço de US $ 2.800.

The Zillion Dollar Frittata & # 8211 $ 1000 / torta

Este caro café da manhã consiste em ovos, lagosta e 300 gramas de caviar sevruga, que custa US $ 65 a onça. No cardápio do restaurante, há alimentos muito mais caros do que a Fritada de Zillion Dollar.

Cogumelos Matsutake & # 8211 $ 1000 / libra

O cogumelo Matsutake é caro principalmente por causa de sua raridade. Anteriormente, o fungo era comum no outono no Japão, entretanto, vários pesticidas apareciam cada vez mais no tronco onde o matsutake vive. Um método para cultivar o matsutake ainda não foi desenvolvido, o que significa que a falta de árvores para colher esses cogumelos naturalmente é um problema sério para a espécie.

O bagel mais caro do mundo & # 8217s & # 8211 $ 1000 / torta

O bagel é preparado pelo Chef Executivo Frank Tujague para o New York & # 8217s Westin Hotel. É coberto com cream cheese de trufas brancas e goji berry. O preço do bagel & # 8217s se justifica quando você considera que as trufas brancas são o segundo alimento mais caro em peso, superado apenas pelo caviar.

Salve e compartilhe os 10 alimentos mais caros do mundo e # 8217s

Quer compartilhar esta postagem com sua família e amigos? Clique no botão abaixo para enviar um e-mail ou salve em sua rede social favorita.


Os 25 alimentos mais raros e mais caros do mundo

Neste artigo, o Blogkart oferece a oportunidade de explorar o alimentos mais caros do mundo de diferentes culturas com cozinha e gostos diferentes.

A comida é algo que todos nós precisamos e é algo que a maioria de nós ama.

Alguns alimentos podem ser encontrados em todos os lugares e podem caber no orçamento do homem comum, mas outros não.

Vamos explorar os alimentos mais caros do mundo que podem estar fora do seu orçamento, mas vale a pena experimentar por um experiência de vida.

1. Sal rosa do Himalaia

Este não é o sal marinho refinado normal que usamos em nossas receitas favoritas.

Ele é encontrado e extraído apenas na mina Khewra, localizada perto do Himalaia, no Paquistão.

100 gramas de sal do Himalaia podem custar cerca de 20 vezes mais do que o sal de mesa genérico.

Isso consiste de 84 tipos diferentes de minerais, que é responsável por seu cor rosa, os 98% restantes são cloreto de sódio.

Possui também propriedades curativas, seu consumo auxilia no emagrecimento, redução do envelhecimento e aumento da libido.

Todas essas razões tornam esse sal do Himalaia tão caro.

2. Baiacu tigre

Este caro peixe venenoso servia como iguaria em Japão e China na forma de sashimi ou frito.

Este peixe pode custar cerca de 265 dólares por quilo.

A maioria das espécies de fugu é venenosa (contém tetrodotoxina), que pode paralisar você e criar problemas respiratórios se você o ingerir de maneira incorreta.

Portanto, apenas chefs altamente treinados e certificados podem cortar.

20 das 120 espécies de fugu são comidas.

3. Melão coroa

É um dos alimentos mais caros do mundo.

Crescido no Japão, admirado tanto pelo gosto quanto pela aparência.

Vai custar cerca de 200 dólares cada, são tão caros que são dados como presentes.

Para cultivar esses melões, é necessário cuidado e atenção constantes e extensos, pois uma cicatriz pode diminuir seu preço.

4. Manuka Honey

Este mel raro é produzido apenas na Nova Zelândia e na Austrália.

O custo é sobre 100 dólares por cem gramas, que é 100 vezes mais do que o preço normal do mel.

Este mel é caro por causa da flor de Manuka que também é rara nas abelhas.

A destruição das florestas e a poluição diminuíram a produção, de modo que o custo desse mel raro está aumentando gradualmente.

5. Lagosta com garras

Homarus Americanus e Homarus Gammarus são as duas espécies mais caras de lagostas.

Embora fosse a comida dos pobres no início de 1800, era encontrada na América e na Europa, mas agora as lagostas são encontradas nos cardápios dos melhores restaurantes e servidas como uma delícia.

O custo é próximo $ 38 por libra e uma meia lagosta viva.

Esses crustáceos são caros devido à crescente demanda por frutos do mar e ao estilo de vida luxuoso.

Surpreendentemente, existem apenas 120 gramas de carne em uma lagosta de meio quilo e meio, o que a torna um dos frutos do mar mais caros do mundo.

6. Bifes wagyu japoneses

Wagyu é o nome comum da vaca japonesa.

Esses caros bifes wagyu feitos de carne japonesa.

Importado do Japão e custa cerca de 230 dólares por libra para Wagyu de alta qualidade, o que a torna a carne mais cara do mundo.

Preços ricos em mármore e sabor amanteigado e também ricos em ácidos graxos ômega-3 e ômega-6.

Essas carnes são regulamentadas e classificadas pelo governo japonês, quanto maior a nota, maior o preço.

7. Wasabi

Servido em pasta com Susi, tem um sabor muito suave e terroso.

O wasabi real é difícil de encontrar e é cultivado principalmente no Japão.

Wasabi pertence à família da mostarda, raiz-forte, repolho e brócolis.

Um quilo de wasabi fresco pode custar-lhe 250 dolares, que é cerca de 25 vezes mais do que o preço da raiz-forte.

É um dos alimentos mais caros do mundo, porque é difícil de cultivar, precisa de água corrente constante nas montanhas, sombra e temperatura estável de cerca de 8 a 20 graus Celsius.

8. Foie gras

É o fígado de pato ou ganso, não o normal e é difícil criar patos do que criar galinhas.

Durante as últimas duas semanas de maturidade, esses patos são alimentados à força, de modo que o fígado fica dez vezes maior do que o normal.

Há muita polêmica e alguns lugares estão proibidos de preparar o Foie Gras.

Existem apenas 3 fazendas nos Estados Unidos e 90% do abastecimento vem da União Europeia.

Todas essas razões acima fazem do Foie Gras um dos alimentos mais caros do mundo, que custa 250 dólares por libra.

9. Caviar

O caviar Almas do Peixe Beluga Iraniano detém o preço recorde de $ 35.000 o quilo o que o torna o alimento mais caro do mundo.

Esses ovos são extraídos do peixe esturjão.

Eles se tornam sexualmente maduros na idade de 8 a 20 anos.

Essa lacuna de tempo é tão grande que eles não conseguem atender à demanda, então os ovos se tornam joias da comida de luxo.

10. Sopa de ninho de pássaro

Os chineses incluíram essa sopa em seu apetite por milhares de anos.

Agora em restaurantes chineses servem como uma delícia, é um ninho de pássaro Swift parcialmente dissolvido feito de sua saliva pegajosa nas paredes das cavernas.

Acredita-se que ele tenha propriedades curativas, como curar o câncer, e ajuda as crianças a crescerem, embora seja 40% de proteína.

Uma dúzia de ninhos de pássaros custam 1000 dolares.

Em 2019, meio quilo disso foi vendido por US $ 2.000, então ele ganhou o título de “Caviar Of The East & # 8221.

11. Baunilha

São feijões que crescem em vinhas nativas do México.

Mas 80% da baunilha do mundo & # 8217s é produzida em Madagascar.

Muito difícil de crescer, leva de 2 a 4 anos para amadurecer e sua flor desabrocha apenas 1 dia por ano.

Todas as flores são polinizadas manualmente e as vagens de baunilha precisam de vários meses para curar após a colheita.

Todo esse trabalho demorado e trabalhoso torna os grãos mais caros, que custam cerca de 600 dólares por uma libra.

12. Açafrão

É a especiaria mais cara vendida a um preço colossal de 5000 dólares por uma libra.

Para colher o açafrão dá-se muito trabalho, colher as flores de manhã cedo, separar os estigmas e depois secar.

Para fazer 1 libra de açafrão, cerca de 170.000 flores são colhidas porque existem apenas 3 estigmas por flor.

O Irã produz 90% do açafrão mundial & # 8217s e também acredita que pode ajudar a reduzir o efeito do Alzheimer & # 8217s e da depressão.

13. Queijo parmesão

Durante a idade média, os monges da cidade italiana de Parma criaram este queijo duro.

É também conhecido como Queijo Parmigiano Reggiano.

Eles só podem ser feitos no norte da Itália porque as bactérias necessárias no processo de preparação não são encontradas em nenhum outro lugar.

Feito com apenas 3 ingredientes, leite de vaca, sal e sobras.

Uma roda de Parmigiano Reggiano precisa de 131 litros de leite e leva um ano para envelhecer.

O norte da Itália é o lar de apenas 329 diários que fazem queijo parmesão.

Uma roda de queijo parmesão custa mais 1000 dolares que é o dobro do preço do queijo cheddar.

Por todas essas razões, é um dos alimentos mais caros do mundo.

14. Batatas Bonnette

As batatas mais caras são produzidas apenas em Noirmoutier, França e disponíveis apenas 10 dias por ano.

Custando cerca de 12 dólares por quilograma, este alimento raro também foi classificado como “Rei das Batatas”.

Estas são diferentes das outras batatas porque diferem no cultivo, no processo de colheita e, claro, no sabor.

É servido no melhor restaurante de toda a Europa para o seu sabor a castanha.

15. Trufas

Ele vem em duas variedades diferentes.

As trufas negras da França custando 300 dólares por libra e as Trufas Brancas da Itália custando cerca de 3.200 dólares por libra.

São fungos, talvez não sejam muito agradáveis ​​aos olhos, mas são os fungos mais caros do mundo.

Como esse fungo não pode ser produzido industrialmente, eles crescem naturalmente no subsolo, sob certas árvores, como os carvalhos.

Cachorros e porcos ajudam a cheirar as trufas do chão.

O sabor da Truffle & # 8217s tem um toque de alho e também tem uma fragrância almiscarada e inebriante.

16. Café Weasel Poop

Sim, o café mais caro do mundo é coletado do cocô da Doninha.

É uma delícia vietnamita e deve ser uma experiência de vida.

Os grãos de café arábica são alimentados seletivamente para esse animal e eles selecionam o melhor dos melhores.

A enzima dentro do estômago muda o sabor amargo para um sabor forte, suave e doce.

O cocô do café é então coletado, limpo, deixado por 6 meses para fermentação e, em seguida, torrado e moído.

Tudo isso acaba valendo um café $ 1000 por uma xícara!

17. Ostras

As ostras mais caras são encontradas em Coffin Bay, Austrália.

Cada um deles custa cerca de $ 100 cada. No século 18, era comida de rua em Londres, Paris e Nova York. Também era chamada de comida de pobre.

A poluição e a contaminação do mar tornaram os comedores de ostras propensos a doenças.

Portanto, o custo do processo de depuração para limpar ostras, enviá-las vivas e uma vida útil de até 9 dias são o motivo caro.

18. Atum Blue Fin

O Japão é o maior consumidor de atum rabilho, pois consome 80% do mercado mundial de atum.

Este peixe está relacionado com a cultura japonesa do Sushi.

É o peixe de qualidade mais caro, também diferentes partes do peixe são vendidas a preços diferentes.

O preço mais alto para um único atum rabilho foi vendido em um leilão no Japão por 1,3 milhão de dólares, que foi posteriormente vendido a $ 3600 por libra.

Todas essas razões fazem deste atum rabilho um dos alimentos mais caros do mundo.

19. Vinagre Balsâmico

De acordo com as leis da União Europeia, este Vinagre Balsâmico só pode ser feito em Modena, um dos dois locais permitidos.

É feito a partir do suco de uva, para manter sua exclusividade apenas 10.000 litros são engarrafados por ano.

O vinagre é deixado em barris e despejado em outros barris de madeira diferente a cada ano para absorver sabores diferentes.

Um décimo do líquido evapora todos os anos e a densidade aumenta. Quanto mais densidade, mais é o sabor doce e xaroposo.

Em seguida, é examinado quanto à cor, aroma e viscosidade.

Um litro de vinagre balsâmico custar até $ 4000 o que equivale a duas caixas inteiras de champanhe.

Por seu preço altíssimo, costuma ser chamado de “Black Gold & # 8221.

20. Champanhe

Tem um nome genérico comum como Vinho Espumante. Champagne é sinônimo de riqueza e luxo.

Frequentemente visto durante a coroação de reis para o casamento de celebridades. Champagne é verdade se for feito apenas em Champagne, na França.

O norte da França é o lar dos melhores vinhedos e adegas de champanhe.

A temperatura única constante dá a acidez certa para a produção de vinho espumante.

A dificuldade de congelar a temperatura, o custo da fermentação alcoólica, o envelhecimento em caves e o desejo dos ricos é o que leva o champanhe ao próximo nível de expressividade.

O champanhe comum custa US $ 50 a US $ 300 por garrafa e as safras custam até $ 1000 por garrafa.

21. Maçãs Sekai Ichi

Sekai Ichi em japonês significa o melhor do mundo.

Essas são consideradas a maior variedade de maçã e custam cerca de US $ 21 cada.

As flores são polinizadas à mão, as maçãs são carimbadas à mão e lavadas com mel, o que a torna a maçã mais cara para se comer.

22. Manga Tayo-to-Tamango

Esta fruta rara é cultivada no Japão, cada manga passa por cuidados extensos e também é cultivada organicamente.

Por causa da cor, uma mistura de amarelo e vermelho, essas mangas também são chamadas de “Egg Of Sun & # 8221

Um par dessas mangas já foi vendido por um preço recorde mundial de 3000 dólares.

Por esta variedade única, é um dos alimentos mais caros do mundo.

23. Uvas Ruby Roman

Este cacho de 24 uvas é a uva mais cara do mundo.

Estes são perfeitamente redondos e extremamente doces.

O preço recorde de um cacho de uvas já foi vendido por 10.000 dolares.

Este preço é decidido por uma comissão específica que também zela para que todos os cachos estejam em perfeitas condições.

24. Melancia Densuke

Cultivado apenas cerca de 10.000 por ano em um lugar, Hokkaido no Japão.

Enquanto a melancia normal custa até 6 dólares cada, estas melancias redondas e de pele escura em edição limitada custam mais de 200 dólares por peça.

Compare com melões normais, este raro sabor de melancia é muito melhor em sabor, crocância e doçura.

Todos esses motivos fazem dessa melancia rara um dos alimentos mais caros do mundo.

25. Nozes de macadâmia

Estas são as nozes mais caras do mundo, nativas do norte da Austrália.

Dado como mimo na China e nos Estados Unidos.

É cultivado comercialmente no Havaí e exportado para diversos lugares.

Uma árvore leva de 7 a 10 anos para começar a produzir nozes e é colhida manualmente.

Devido ao lento processo de colheita, sabor rico em manteiga e teor de gordura 100% sem colesterol, essas nozes são vendidas em 25 dólares por uma libra cerca de duas vezes o custo das amêndoas.

Se você gostou deste post, por favor, compartilhe com seus amigos e familiares.


10 dos alimentos mais caros do mundo


Não é difícil identificar a mão morta do RP corporativo no menu de um certo tipo de restaurante.

O coquetel mais caro do mundo, com um diamante na parte inferior e um pouco de ouro na parte superior. Ou a pizza mais cara do mundo, com alguma combinação nojenta de trufa branca, queijo chique importado e, sim, mais ouro. Ou o hambúrguer mais caro do mundo, talvez com carne & # 8220wagyu & # 8221 e, sim, mais trufas e ouro.

O ouro é, obviamente, tecnicamente o alimento mais caro do mundo - como as pérolas que Cleópatra famosamente dissolveu em vinagre e bebeu, é 100% comestível e custa mais de US $ 20.000 por quilo. Aqui estão alguns alimentos reais e genuínos que podem valer a pena estourar o orçamento - e alguns que não vão quebrar o banco.

Com isso, dez dos alimentos mais caros do mundo.

Açafrão

Na época medieval, as especiarias eram tão valorizadas por seus usos medicinais e culinários que algumas valiam mais do que seu peso em ouro (mesmo os humildes cravos valiam mais do que prata). E o melhor açafrão iraniano ainda pode ser vendido por milhares de dólares o quilo.

Os delicados filamentos vermelho-escuros de um tipo de açafrão, amorosamente seco, são cultivados há mais de três mil anos, e é preciso muito pouco para transmitir o delicado aroma palha e a cor dourada brilhante a pratos como a paella.

Aquele pó barato que lhe foi oferecido no mercado de especiarias? Provavelmente contém grandes quantidades de açafrão ou, se você tiver sorte, pétalas de calêndula moídas.

Bluefin Otoro Sashimi

O atum rabilho selvagem capturado, alguns tão grandes quanto um carro, pode ser vendido por centenas de milhares de dólares no mercado de peixes Tsukiji de Tóquio & # 8217s, mas também está criticamente ameaçado.

Não tema! Variantes cultivadas agora estão disponíveis. E, enquanto a maioria dos animais de criação tem um sabor nitidamente inferior ao da variedade selvagem, os conhecedores de otoro sashimi - as fatias claras, marmorizadas e gordurosas da barriga que são as partes mais apreciadas do atum (maguro) - têm ainda mais gordura do que o tipo selvagem.

Espere pagar pelo menos US $ 25 por uma fatia fina, onde poderá encontrá-la misteriosamente servida aqui com caviar.

Kobe Beef

Você acabou de pagar caro por um prato pretensioso de restaurante, incluindo & # 8220wagyu beef & # 8221? Então você provavelmente foi picado, pois a carne mais cara do mundo não é & # 8220wagyu & # 8221, um termo que pode ser aplicado a qualquer uma das três raças de gado, criadas de qualquer maneira e em qualquer lugar, exceto a carne & # 8220Kobe & # 8221 .

O que torna a carne de Kobe tão boa? É o marmoreio e o sabor. A carne bovina Kobe deve ser bovina Tajima-gyu de raça pura, um touro ou vaca virgem, criada com grama local e água na prefeitura de Hyogo, Japão, processada em um matadouro Hyogo e avaliada pelo governo.

Existem apenas 3.000 cabeças de gado Kobe no mundo e, onde quer que a carne seja vendida, seja em um restaurante ou online, ela deve levar o número de identificação do animal de onde veio.

Procurando fora do Japão? The Old Homestead em Nova York cobra $ 350 por um bife de 350 gramas.

Alba White Truffles

As trufas negras do Périgord na França podem ser conhecidas como & # 8216 diamantes negros & # 8217, mas as trufas brancas colhidas em Alba, na Itália, podem ser vendidas por até 7.000 euros o quilo, tornando-as provavelmente o alimento mais caro do mundo # 8217t um metal precioso.

O cheiro é mais caridosamente descrito como “sulfuroso” - sim! Eles fedem! E sim! Eles também são feios - mas o sabor, especialmente servido com ovos mexidos, é divino.

Ostras Coffin Bay King

During the nineteenth century, oysters were poor people’s food – Dickens’ urchins starved on them, while Gold Rush miners stuffed their faces with the Pacific Olympias so prized today.

Oysters are a delicacy from Japan to Blighty, and, as with cheese, every nation has its own most prized varieties. But the most expensive oysters in the world? As far as I can tell, they come from Coffin Bay, Australia, and retail for a wallet-busting $100 EACH, exclusive to the Port Lincoln Hotel.

Porque? Well, they’re ENORMOUS: 18cm long and weighing up to 1kg. Which, if you ask me, is just that little bit too large for an oyster, which should never be more than a mouthful.

Wild-“Harvested” Kopi Luwak

Whether you call it civet coffee, monkey poop coffee, or, more correctly, kopi luwak, this has to be one of the weirder expensive foods on the planet. The palm civet, you see, frequents coffee plantations, where it dines, rather pickily, on only the best and ripest coffee cherries, before excreting the mellowed beans in a form visually not dissimilar to peanut brittle.

After harvesting and careful processing, the coffee has a strong, rich flavour which connoisseurs prize. Farmed kopi luwak is cheaper but less good than the real deal – and extremely cruel to the poor civets that produce it. While the children who collect the droppings from coffee farms in Java, Sumatra and Bali are paid only a few cents, the finished product can sell for as much as $3000 per kilo, making it the world’s most expensive coffee. (See this guide to coffee beans for more.)

Bird’s Nest

The most expensive animal product on the market today? Not lark’s tongues (among other peculiar delicacies loved by Ancient Roman gourmands), but swiftlet saliva.

For the bird’s nests from which the Chinese dish bird’s nest soup is made are composed primarily of saliva. The nests come in three colours: red, yellow and white, with red the most prized. While nests can be farmed, the best are wild-harvested from caves in cliffs across South-East Asia, and can retail for thousands of dollars per kilo.

As often in Chinese food, however, the emphasis is not so much on the taste but the texture and the presumed health benefits: bird’s nests bring long life, apparently. Though not, obviously, to the poor little swiftlets.

Almas Caviar

No expensive restaurant dish would be complete without a gratuitous heaping of caviar. Caviar is, of course, the eggs of the virgin sturgeon, making it small surprise that the wild sturgeon is critically endangered.

The beluga sturgeon is prized for its large eggs, which grow lighter in colour the older the fish is – the single rarest type is called Almas (from the Persian word for “diamond”), comes from very old sturgeons, and can retail for tens of thousands of dollars the kilo when available.

Until sustainable Almas caviar becomes available, a better choice is farmed beluga, which is painstakingly processed with less salt than other, lesser caviars, and best enjoyed in the pristinely simple company of buttered toast.

Brown-Lipped Abalone

Once a gift for Korean emperors, and one of the eight treasures of Chinese dried seafood, the type of sea snail known as abalone is the world’s most expensive shellfish, and not just for its dazzling iridescent interior. In fact, the various species are so prized in Asia that wild populations are now critically endangered.

Farmed abalone, on the other hand, is rated a sustainable choice by Seafood Watch: opt for brown-lipped abalone, if you can, which makes a sweet and tender sushi. When cooked, it has the sweetness of the best scallops with a fatty richness that’s all its own.

Foie gras

One luxurious food that most of us can afford, unless you happen to be in a region that bars it for cruelty, foie gras is the offal that doesn’t taste like offal, an unbearably, meltingly soft, smooth and buttery duck or goose liver produced by, umm, force-feeding the poor critter.

Vacuum cooking has transformed the service of foie gras, often best shown to perfection when it’s lightly caramelised on the outside and melting on the inside. The classic pairing is with a glass of Sauternes wine.

And if you have got any spare pennies and you haven’t tried foie, this is the one to go for. It’s not quite the world’s most expensive food, but it sure as hell should be.

Travelling to find the most expensive foods and don’t want to leave your pet at home? Saiba mais aqui.


5. Kobe Beef

Where’s the beef? The best of it comes from the most pampered cows in the world, the Wagyu cows of Japan. The most hefty priced beef, Kobe beef, comes from Japanese cows that are fed the best grass and beer! They are bovines raised in the lap of luxury receiving daily massages to ensure the tenderness of the product. The most expensive and sought after beef is the most tender in the mouth and the most hard on the wallet. A 200 gram filet costs more than $100. Up to $770 per kilo, the Kobe beef has a heavy marbling of fat that adds to the flavor of this legendary meat, bringing the Wagyu cows home at number 5.


Top 10 Ways to Eat Caviar

Finding ways to eat caviar is not only fun but beneficial. According to nutritional data, caviar meets and even exceeds the “superfood” criteria. To begin with, it has the highest grade and most easily absorbed protein, plus caviar is loaded with phosphorus, folic acid, iodine and A, D, E and B12 vitamins among others. And since there are no empty calories, you get a nutritional power boost in every bite whether you know the best way to eat caviar or not.

Unfortunately, most people rarely receive the amazing benefits of this superfood, because it is usually reserved only for special occasions. However, one way to make this delicacy a regular part of your diet is by understanding and exploiting the range in variety, quality and cost of caviar that is available today. Plus, the ability to buy caviar online has also made this decadent fare much more accessible.

Exploring how to eat caviar however, is not only about price and nutritional value. Overtime, caviar enthusiasts gain a certain savoir-faire when it comes to finding innovative ways to eat caviar. So, if you are looking for a short cut to becoming a caviar aficionado, take a look at the following ways to eat caviar.

Top 10 Ways to Eat Caviar

1. One of the best ways to eat high quality caviar such as an Osetra or Kaluga is ungarnished. Of course, this way is probably best suited to consummate caviar connoisseurs with concerns about adulterating the delicate taste of this exquisite fare.

2. Couple caviar with foods that highlight the signature flavor offerings of the salty roe. Caviar served with fresh hand-made blinis and crème fraiche is a classic caviar pairing.

3. Amp up the indulgence quotient by combining caviar with another luxury food such as foie gras. According to avid gourmet diners who describe these delicacies as the “perfect match” this food combination one of the most highly favored ways to eat caviar.

4. If you are truly into decadence, you may enjoy caviar served on top of a thin disk of Italian White Chocolate.

5. One of the most exotic and nutritionally dense appetizers is caviar and oysters. It is such a crowd pleasure that it also rates as one of the best ways to eat caviar.

6. For a more natural pairing, cucumber topped with caviar is fresh and crisp. The neutral taste of cucumber is th

e perfect showcase for the flavor burst of any caviar.

7. No matter how you choose to enjoy caviar, avoid the use of metal utensils to preserve the essence of this delicacy. It is best served with a mother-of-pearl spoon to avoid tainting the integrity of the fish eggs. Look for mother-of-pearl accessories when you buy caviar online .

8. Always serve caviar at its peak of freshness. Caviar should be cooled for at 10 to 15 minutes before serving. Any remainder should be refrigerated and consumed within three to five days. Caviar is a highly perishable product that requires storage at the appropriate temperature (between 25 and 29 degrees Fahrenheit) to prevent rapid spoilage.

9. Although more a matter of personal taste than a gastronomic ethic, Vodka and Champagne are the most popular beverages that accompany a meal with caviar. In fact, it is a Russian tradition to pair vodka with caviar and to do otherwise is considered by Russian caviar aficionado to be a culinary abuse of this delicacy.

10. Caviar is known for its distinctive flavor and high price. Therefore, as a guest at an elegant affair or in someone’s home, it is not only polite but good etiquette to eat caviar in small portions.

Whether you eat caviar off the back of your hand, on a Russian Blini or with smoked salmon, caviar has the power to delight the palate as well as to provide innumerable health benefits.

Learn more about the best ways to eat, serve or incorporate caviar into your lifestyle by following House of Caviar and Fine foods online or on Facebook. You can also get the purest and freshest caviar, other specialty foods and accessories when you buy caviar from our online store.


Wagyu Beef

Wagyu means “Japanese cow,” so calling it a delicacy is a bit misleading. The U.S. lifted its ban on importing Japanese beef in 2012, so the word has popped up everywhere from deluxe steakhouses to fast food menus. Meanwhile, the term also refers to any of the four wagyu breeds being raised in America, which only needs to be 50% wagyu for the beef to tout this designation.

Nevertheless, Japan itself has strict classifications for its cows, creating rare meats and limited access once you dig deeper. Kobe beef, for example, comes from a distinct strain of the Japanese Black breed of wagyu. Just as Champagne bubbly must hail from Champagne, France, Kobe beef needs to come from one of the roughly 3,000 cows raised in Japan’s Hyogo prefecture, where Kobe is the capital. Its heavy marbling—another element that is diligently measured by regulators—leads to a tender texture that seems to melt in your mouth. A5 is the most sought after: “A” means it comes from the fattest cow and the number 5 marks the highest quality. So far, very few restaurants in the US offer true Kobe beef. Las Vegas seems to be a hub with at least three eateries serving the bovine gold, including Bazaar Meats by José Andrés at the SLS Hotel.

Fugu is a Japanese pufferfish that, when caught in the wild, contains an extremely deadly neurotoxin in some of its inner organs, especially the liver. Preparing the fish for menus is so intensive that Japan requires three years of training for any chef who’d like to serve it. But rest assured, these stringent guidelines keeps any near death experiences at bay. The takifugu, or tiger blowfish, is the most desired species and their testicles are particularly prized, fetching as much as $250 per pound. It’s an acquired taste, meaning the flavor is so subtle that it takes a few tries to acquire any taste. Nevertheless, the fish is widely enjoyed throughout Japan, Korea, and parts of China. In the US, the FDA approved importation in 1989, but on a limited basis and only after they’ve been pre-packaged by the certified chefs in Japan. New York City has particularly high access to the fish, especially among the cluster of sushi restaurants in Midtown East, but we recommend BondSt restaurant in NoHo. Be sure to call ahead to see if it’s in season.


Assista o vídeo: COMENDO TRUFAS BRANCAS, O ALIMENTO MAIS CARO DO MUNDO R$ 29 MIL O KILO (Agosto 2022).